terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Força




“Força”


Quatro paredes se fecham
Num caminho sem saída
Quatro paredes apertam
O valor da tua vida

Mesmo sem ar aguentas
Ao de cima hás-de vir
Pois é a força da vida
Mesmo que tentes fugir

No buraco mais fundo
Tu podes-te encontrar
Mas as forças que te empurram
Ajudam-te a começar

Por mais longe que estejas
Alguém te vai esticar a mão
Por mais lágrimas que derrames
Alguém te entregará seu coração.

by: Marta Bairreira (sininho)

5 comentários:

Anónimo disse...

Oi marta axerio
tu cura te rapariga

XDXDXDXDXDXD

sininho disse...

se assinasses o comentario era fixe nao??

Anónimo disse...

oi martinha!!
o poema ta mt giro martinha continua axim e nao te deixes ir abaixo pk ha pexoas ke gostam mt de ti e te kerem ajudar.
bjinhus do teu amigo hugo

Kim disse...

Sininho

Parabéns pela coragem de te meteres nesta coisa virtual que nos rouba muito tempo mas também nos oferece descobertas novas a cada instante.
É preciso ter algum cuidado com o desconhecido e estar preparada para alguns comentários que não gostaríamos de ouvir.
No fundo, se pensares que isto é apenas o teu diário, acabarás por aqui encontrar o poço dos desabafos, filtrando no entanto aquilo que não pode ser público.
Vou estar atento às diabruras que por aqui forem passando e às pegas que ainda te faltam fazer.
Um beijinho Martinha

Marta disse...

Mor...
mostra ao mundo a pessoa maravilhosa que es!!

gosto muito de ti...
sabes bem<3

by:Inha